Projeto "Por um Mundo mais Literário"


A história faz parte do livro "Contos Gauchescos", de Simões Lopes Neto. Este tece a narrativa por meio do narrador Blau Nunes, mostrando uma cultura do Pampa intermediada pela linguagem e pelo tradicionalismo de seus personagens.  
 
O conto está inserido num clássico pano de fundo gauchesco denominado "carreiras", corridas de cavalo em linha reta. Por conta disso, há uma tensão com a chegada do Negro Bonifácio nesse ambiente, por causa de uma aposta feita à "chinoca candongueira", Tudinha, que aceita. Inclusive, Nadico  também a desejava como todos os rapazes; aliás, era o seu pretendente favorito.  

A narrativa trava desordens em virtude de apostas e acertos de conta  com o negro brigão. A confusão inicia com o surgimento do personagem atrevido, que dá nome ao conto, trazendo doces à lindaça do Nadico, por ela vencer na aposta. Em razão disso, o narrador transporta-nos a um episódio com desfecho banal. 

Reinaldo Júnior,
Estagiário da CLL


Postagens mais visitadas deste blog

O índio de José de Alencar

O homem que matou Euclides da Cunha

Prêmio Açorianos de Literatura Adulta e Infantil - 24ª edição/2017 abre inscrições