quinta-feira, 24 de julho de 2014

UM MÊS DE LUTO NA LITERATURA BRASILEIRA





Em menos de uma semana, três importantes membros da Academia Brasileira de Letras iraram a última página do livro da vida para se eternizar como não só como autores geniais, mas também personagens i...nesquecíveis da Cultura. Primeiro foi o baiano João Ubaldo Ribeiro, em 18 de julho. No dia seguinte, o mineiro Rubem Alves. E agora o pernambucano Ariano Suassuna, falecido na quarta-feira (23) em Recife.

Suassuna, 87 anos, não resistiu a um AVC sofrido dois dias antes. O romancista, poeta, ensaísta, dramaturgo, professor, gestor e ex-secretário estadual da Cultura será também lembrado pela crítica ferrenha às influências estrangeiras na cultura nacional. Sua carreira literária começou aos 20 anos de idade, com a tragédia Uma Mulher Vestida de Sol (1947), marcada pelo cruzamento de referências eruditas e populares que daria o tom a toda sua obra. Ao todo, são quase 30 títulos, dentre as quais a mais famosa é a peça O Auto da Compadecida (1955), inspiradora de uma adaptação televisiva e duas para o cinema
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário