terça-feira, 4 de junho de 2013

Fragmentos - Coleção Petit Poa

A Coleção Petit Poa foi projetada por Alexandre Brito - poeta, músico, letrista, editor e produtor cultural - no ano de 1991. Até o ano de 1995, através da Coordenação do Livro e Literatura, mais de trinta poetas de diferentes estilos e gerações foram publicados através da coleção. Esgotados desde 1996, se tornaram verdadeiras raridades.  

Zeros, segundo livro do autor, foi publicado através desta coleção em 1991.

Eram 6 caixas, uma de cada cor, de 10,5cm por 15,5cm, cada uma com quatro folhetos. Roxo, verde, amarelo, azul, vermelho e laranja.

 
Ricardo Silvestrin contou para nós um pouco do início do projeto:

 "A criação da Coleção Petit Poa surgiu da seguinte maneira. O poeta Celso Gutfreind sugeriu ao então Coordenador do Livro e Literatura, Fernando Shuller, a edição de uma antologia de poetas contemporâneos. Fernando me perguntou o que eu achava da ideia e lhe disse que não eu não gostava muito de livros coletivos, pois acaba sendo meio dispersivo, diluindo os autores na quantidade. Sugeri que fossem livros individuais. 

Comentei com o poeta Alexandre Brito, que sugeriu que fizéssemos as caixinhas com pequenos livros de cada autor - semelhante a um projeto editorial da editora Expressão, de São Paulo, que conhecíamos. Propusemos também que, nas caixas, fossem misturadas as gerações, para não integrar mesmo a produção e os poetas. Alexandre sugeriu o nome de Petit Poa, que é um verso de um haicai meu, publicado no meu livro Bashô um santo em mim. 

O haicai é "começa a garoa/petit/poa". Sugerimos que o Alexandre fosse o editor, com o que o Fernando concordou. E indicamos os nomes do Conselho Editorial, do qual fiz parte. Estabeleceu-se um critério de escolha: autores indicados pelo Conselho Editorial, mas apenas poetas que já tivessem algum livro anterior individual, para não se caracterizar como um concurso de poesia para estreantes."

Na Feira do Livro de 2012, Silvestrin e Alexandre Brito ministraram um bate-papo sobre a coleção, em comemoração ao aniversário de 21 anos de Petit Poa.












Nenhum comentário:

Postar um comentário