quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

O cearense que escreveu sobre o sul


José de Alencar, escritor, jornalista, advogado, entre outras profissões, gostava de escrever histórias sobre o espaço geográfico e a evolução histórica. Enquadrado nas primeiras, escreveu O Gaúcho, no ano de 1870.

Nenhum ente porém, inspira mais energicamente a alma do pampa que o homem, o gaúcho. De cada ser que povoa o deserto, toma ele o melhor; tem a velocidade da ema ou da corça; os brios do corcel e a veemência do touro. O coração fê-lo a natureza franco a descortinado como a vasta coxilha, a paixão que o agita lembra os ímpetos do furacão; o mesmo bramido,a mesma pujança. A esse turbilhão do sentimento era indispensável uma grande amplitude de coração, imensa como a savana. Tal é o pampa. (página 14)


Se o livro retrata bem nossa cultura fica a critério de cada um, mas que José de Alencar é um ótimo escritor, com obras famosas e consagradas ninguém pode discordar. Alencar escreveu vários outros livros retratando as regiões do Brasil, mas este foi o primeiro deles. O livro foi adaptado para o cinema em 1957, com o título Paixão de Gaúcho.

O livro conta os acontecimentos anteriores à Guerra dos Farrapos (1835). Em meio aos acontecimentos políticos, desenvolve-se a trama central: o envolvimento amoroso entre Catita e Manuel Canho, protagonista da história e exímio conhecedor dos pampas, capaz de entender e dominar a alma dos cavalos.

Se o título te interessou, não te acanha e corre pra Biblioteca Pública Municipal Josué Guimarães pra conferir esta obra de Alencar sobre a nossa terra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário