quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Tatata: FE-NO-ME-NAL

Depoimento de Juli Saul Antunes - Coordenação do Livro e Literatura.

Hoje, a Coordenação do Livro e Literatura está mais silenciosa.
Muitos vão falar de sua inteligência rara, de sua perspicácia e sagacidade, de seu senso de humor refinado, de sua imensa cultura.
Mas, por favor, nos deem licença. Vamos falar do amigo Tatata Pimentel.

Jurado do Prêmio Açorianos em 2010 e 2011, Tatata conquistou cada um da equipe da CLL.
No Festival de Inverno o ano passado, ministrou um curso de quatro dias sobre uma das suas maiores paixões: Ópera.
Disputávamos quem seria o seu assessor no curso. Todos queriam assistir o professor em ação.
Foram muitas tardes junto com o mestre. Antes, durante e depois do curso, ele nos visitava, trazia óperas para assistirmos, dava conselhos aos mais jovens e contava histórias do que viveu em Porto Alegre e no mundo.
Foi nesse ano que ganhou o cobiçado e imaginário prêmio de “Amigo da CLL”!

Durante do Festival de Inverno de 2012, comentamos que a sabedoria e a alegria do Tatata estavam fazendo falta. Suas frases marcantes – adotadas como bordões por toda a equipe – eram repetidas exaustivamente.

No início desse mês, começamos a pensar a Noite do Livro de 2012. Tínhamos a missão de achar um apresentador para o evento. O nome do Tatata foi unanimidade entre nós!

Nessa terça-feira, o coordenador Márcio (quem Tatata conhecia desde criança) ligou para ele com duas missões: lembrá-lo do lançamento do livro do amigo Claudinho Pereira no próximo sábado e convidá-lo para ser o mestre de cerimônias da entrega do Prêmio Açorianos de Literatura.
Tatata confirmou a presença e topou trabalhar com a gente novamente! Antes de desligar, prometeu nos visitar essa semana.

A visita não veio.
A tarde de hoje será sem graça e sem histórias.
Mas, o amigo Tatata sempre será uma lembrança FE-NO-ME-NAL para todos nós!


Nenhum comentário:

Postar um comentário