quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Literatura à vista, corsário!


Haarrrrrrr! Com mil barris de rum! Larga o sabre, corsário, e recolhe os espólios literários, ou tropeça na giga do cânhamo e sofre a pena de caminhar na prancha! Hoje é o Dia Internacional de Falar como um Pirata (sim, isso existe) e, pelas léguas inacabáveis do oceano, faremos no convés desse navio virtual uma pequena lista pra quem quer afiar a lábia no negócio fácil dos lobos do mar. 

Rascunha o X no mapa abaixo e, caso nenhum dos livros evoque na memória a bandeira da caveira, trata de lançar âncora, selecionar um dos tomos e ir de filibusteiro a bibliómano, bucaneiro.

Arthur Penfeather, Buccaneer!, de Jeffrey Farnol

Livro apontado como responsável por desenvolver o jeito de falar dos piratas como conhecemos hoje em dia. Expressões como as que você leu acima derivam em boa parte do texto de Farnol.







A história secreta dos piratas, de Sérgio Pereira Couto

Um compêndio farto sobre a verdadeira história dos piratas e suas representações em livros, filmes e outras produções modernas.

On stranger tides (Navegando em águas misteriosas), de Tim Powers

Livro que deu origem ao quarto filme da série Piratas do Caribe, da Disney. Também serviu de inspiração para a série de jogos de computador Ilha dos Macacos.






Robinson Crusoé, de Daniel Defoe

O clássico de Defoe sobre um náufrago que passa 28 anos em uma ilha remota foi um dos primeiros livros da história da literatura a lidar com o tema de pirataria.






História Geral dos Piratas, de Capitão Charles Johnson

De autoria questionável, este livro mostra um profundo conhecimento da linguagem, funcionamento dos navios e do dia-a-dia dos piratas. Não se sabe se o capitão Charles Johnson foi realmente um pirata ou se se trata apenas de um pseudônimo inventado por algum historiador interessado na trajetória dos piratas.






E para quem está interessado simplesmente em aprender algumas expressões piratescas, o wikilivros possui um Dicionário das expressões dos piratas. Dá pra se fazer de lobo do mar antes de vestir a bombacha e comemorar o vinte de setembro.


Nenhum comentário:

Postar um comentário