quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Fantástico Mundo das Bibliotecas - Biblioteca de Nova Gales do Sul

A Biblioteca do estado de Nova Gales do Sul (New South Wales), em Sydney, Austrália, é outro espaço que atrai leitores de todo o mundo. Embora o prédio tenha sido construído em um padrão mais convencional do que o da Ópera de Sydney, o mais conhecido cartão postal da cidade, a coleção com mais de cinco milhões de itens e a localização da biblioteca chamam a atenção de quem é interessado por literatura e está visitando a capital do estado australiano.

Uma das mais antigas bibliotecas da Austrália, sendo a primeira a ser estabelecida no estado que lhe adorna o nome, a Biblioteca de Nova Gales do Sul já trocou de nove diversas vezes. Na data de inauguração, em 1826, era a Biblioteca de Inscrição Australiana. Em 1869, quando foi adquirida pelo gosverno do estado, passou a ser chamada de Biblioteca Pública de Sydney. Mudou de nome novamente em 1895, quando tornou-se a Biblioteca Pública de Nova Gales do Sul. Foi só em 1975 que adquiriu o nome atual. O prédio, devido à extensão e à realização de diversas reformas, possui três alas: a ala Mitchell, a ala Dixson e a ala da rua Macquarie.

As instalações da edificação ficam próximas ao Memorial de Shakespeare em Sydney (escultura do escritor inglês e de cinco de seus mais populares personagens - Hamlet, Romeu, Julieta, Pórcia e Falstaff) e do Jardim Botânico Real de Sydney (que acaba no porto da cidade). Entre os itens da coleção, além de documentos, estudos, livros da literatura regional e internacional, estão itens do tempo da colonização européia da Austrália e registros, pinturas e gravuras de alguns dos primeiros exploradores em território australiano. 

A porção da biblioteca que mais chama a atenção é a ala Mitchell, que possui uma sala de leitura com o teto envidraçado, fornecendo iluminação natural para os leitores presentes no espaço. Além disso, a ala Mitchell comemorou seu centenário em 2010, organizando diversas exposições com material do acervo e realizando um surpreendente show de luzes para quem observava a biblioteca da rua

Sala de leitura da ala Mitchell (via Christopher Chan)


Memorial de Shakespeare (via blogger)

Nenhum comentário:

Postar um comentário