terça-feira, 23 de agosto de 2011

Lexicário

Lembras quando te apresentaram o dicionário pela primeira vez? Aquele monte de letrinhas que saltavam aos olhos, infinitas combinações de desenhos e de sons; a, b, c, d, e, f., g, h... e um mundo novo de significados que pareciam tornar a realidade mais interessante.

Estreia hoje uma nova sessão no blog da CLL: Lexicário. Queremos saber dos escritores, dentre aquelas páginas e páginas de palavras do dicionário, quais as mais interessantes.

Nosso primeiro entrevistado é o escritor João Gilberto Noll. Formado em Letras, trabalhou como jornalista, revisor e professor. Seus livros O Cego e a Dançarina, Harmada, A Céu Aberto e Mínimos Múltiplos Comuns foram vencedores do prêmio Jabuti . Noll é considerado um dos maiores escritores da literatura brasileira.

CLL - Qual palavra da língua portuguesa tu mais gostas?

Noll - Não tenho uma fixa, que lembro sempre. Hum, APARIÇÃO, que significa um lampejo, alguma coisa fulminante que te tira o peso do cotidiano.

CLL - E qual palavra tu achas que deveria ser resgatada?

Noll - INFANTE. Traz certa significação de uma infância perdida na memória, primordial. Uma infância além dos séculos, solene, nostálgica, como as pinturas de Velázquez.


Nenhum comentário:

Postar um comentário