quarta-feira, 8 de junho de 2011

Poema do fim do mundo



Exclusão

Vem gente
Vai gente
A vida segue em frente
Uns correm o dia inteiro
Outros
Sem teto
Sem emprego
Sob a geada fria
Parece que dormem um sono profundo
Que nada
Sonham com o fim do mundo




Cleusa Maria Cardoso Correa é natural de Pelotas, licenciada em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Um comentário:

  1. Belo poema! Gosto de poesias que retratam, que apresentam a crueza da vida. Parabéns!
    www.brunofelixarts.com

    ResponderExcluir