terça-feira, 3 de maio de 2011

+ que Prosa antecipa a conversa

No próximo dia 12 de maio, Antônio Xerxenesky e Daniel Galera estarão presentes na Biblioteca Pública Municipal Josué Guimarães para mais uma edição do +Que Prosa.

Nesta edição, em que a conversa será sobre a literatura do novo milênio, ou literatura 00, ficaremos sabendo um pouco mais sobre os novos autores e obras, editoras e mídias que surgiram nas últimas duas décadas. Mas a CLL, curiosa como sempre, adianta o assunto e comenta como foi o surgimento do CardosOnline, fanzine distribuído por e-mail, de 1998 a 2001, que teve em sua origem a participação de Daniel Galera.

É bom lembrar que naquela época, veja bem, 1998, e não 2008, a internet estava ainda engatinhando em terras tupiniquins. A banda larga ainda era coisa restrita e os criadores das hoje tão famosas redes sociais eram ainda pré-adolescentes grudados em seus vídeo-games.

Mas por aqui, em terras gaúchas, um grupo de universitários, incluindo aí Daniel Galera e Guilherme Pilla, ociosos por conta de uma greve que paralisou as universidades federais,resolveu reunir-se ao amigo André Czarnobai, o Cardoso, para escrever e enviar e-mails com textos de assuntos diversos. Assim surgia o fanzine CardosOnline, que de iniciais vinte assinantes chegou a mais de três mil, configurando um verdadeiro fenômeno da internet brasileira nos anos 90.

Durante os três anos de publicações, enviadas por e-mail duas vezes por semana, sem imagens, sem html, só texto puro, foram 278 edições que, se impressas, chegariam perto de 10 mil páginas. E como resultado desse trabalho, além do desenvolvimento da internet como ferramenta de expressão pessoal e de divulgação da literatura, vieram a público nomes hoje reconhecidos no mercado editorial, como Daniel Pellizzari e Clarah Averbuck, que assim como Daniel Galera encontraram na internet o espaço e o caminho para a publicação de suas criações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário