quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Selecionados no concurso "POEMAS NO ÔNIBUS E NO TREM" / 2016

A Coordenação do Livro e Literatura tem o prazer de divulgar o título dos poemas selecionados nesta edição do Concurso Poemas no Ônibus e no Trem. Confira a seguir quem irá pegar carona nos ônibus e nos trens de Porto Alegre e da região metropolitana: 


Alberto Martins Sequeira - Garota 
Ana Luiza Von Döllinger de Araújo - De verdade 
Ana Paula Vieira de Moraes - Se tiver vento 
Anabel Morigi Battistella - Sabedoria 
Antonio Messias da Rocha Filho - Outros Amigos 
Arno Leandro Kayser - Poema de Amor nº 11 
Bárbara A. Sanco Camargo Gomes - Poeminha adolescente 
Carla Cristina Pastro Corrêa - (Massa)Crados 
Carlos Alberto de Assis Cavalcanti - O Assombro da Múmia 
Carlos Alberto Pessoa Rosa - Treco 
Carlos Eduardo da Silva Ribeiro - Gato não é burro 
Carlos Frederico Schroer - Do nada 
Carolina Meyer Silvestre - Solfejo da saudade 
Cláudio de Almeida - Amor de primeira Viagem 
Cleber Souza Cordeiro - De ouvido 
Cristiane Dias - A fila anda 
Dagmar Roswita Schünemann - Desabitado 
Demétrio de Azeredo Soster - Sobre Peixes, poças e calçadas 
Eliana Ruiz Jimenez - Palpitação 
Gabriela de Fátima Vieira - Poema para Duílio 
Gerson Iserhard Nagel - Fio de vida entre nós 
Gustavo Santana Machado - Vida 
Jéssica Januário da Rosa - Explosão de cores 
João Henrique Assumpção Barão - Quando você me ama? 
João Ronaldo dos Santos Matheus - O Herói Anônimo 
Jussara Maria Nodari Lucena - A lua de Porto Alegre 
Karina Bortowski - O Nascer de um momento 
Leonardo de Oliveira Cruz - As minhocas 
Ligia Maria Scarello Gonzatti - Lista de desejos 
Luciana Costa Brandão - Beija-flor no t7 
Luciano dos Santos Alves - Horizonte 
Maria Aparecida Becker Sander - Tardinha 
Maria Bernadete Saidelles Ferreira - Arco-íris 
Maria Cristina Martim Branco - Intenção 
Michele Justo Iost - O (des)amor no meio-fio 
Micheline Madureira Lage - Sobre os lados 
Michelle Conterato Buss - Urbana 
Milene Barazzetti Machado - Andorinhar 
Milton Braga da Motta Júnior - Incidente Diplomático 
Paulo César Brandão de Oliveira - Vaza e me erra 
Paulo Sergio Goulart - Ocaso 
Renata dos Santos Ruffo - Solidão em tempos de lotação 
Ricardo José de Souza Almeida - Epílogo 
Rodrigo Brito de Oliveira - Invenção 
Rosa Maria de Sousa - Nostalgia 
Rudinei Antonio Massaia - Huuum... 
Sergio Luiz de Oliveira Lopes - Inadimplências 
Vanderléia Ribeiro Reis - Felicidade é... 
Ykaris Freitas da Silva - Cristiele 
Zaira Maria Mota Cantarelli - Num pranto oceânico 

O resultado também pode ser conferido no DOPA (Diário Oficial de Porto Alegre) aqui.


Foto: Bruno Alencastro




3 comentários:

  1. Parabens à Todos Poetas maravilhosos que fazem da viajem, num onibus ou trem,um pazer quando lemos um poema escrito por estas pessoas especiais!!!

    ResponderExcluir
  2. Com muita honra e prazer também embarquei nessa viagem.

    ResponderExcluir