segunda-feira, 24 de novembro de 2014

“BRADO RETUMBANTE” NOVO LIVRO DE PAULO MARKUN TRAZ DEPOIMENTOS DE EXPOENTES DA LUTA DEMOCRÁTICA 1964–1984


“BRADO RETUMBANTE” (Benvirá/Saraiva)

• Volume 1 | “Na lei ou na marra (1964-1968)”
• Volume 2 | “Farol alto sobre as Diretas (1969–1984)”

PALESTRA E SESSÃO DE AUTÓGRAFOS:

1º de dezembro (segunda-feira) • 19h–21h30
Sala Álvaro Moreyra | Centro Municipal de Cultura, Arte & Lazer Lupicínio Rodrigues — Avenida Erico Verissimo, 307 – Menino Deus – Porto Alegre/RS
(51) 3289-8071 | cll@smc.prefpoa.com.br |coordenacaodolivro.blogspot.com

Na próxima segunda-feira, 1º de dezembro, às 19h, o jornalista e escritor paulistano Paulo Markun lança no Centro Municipal de Cultura de Porto Alegre os dois volumes de seu novo livro, “Brado Retumbante”. O evento, composto de palestra e sessão de autógrafos, tem o apoio da Coordenação do Livro e Literatura/SMC.

“Na Lei ou na Marra (1964-1968)” e “Farol Alto Sobre as Diretas (1969-1984)” chegam ao mercado pelo selo editorial Benvirá/Saraiva, como base em mais de 70 entrevistas com políticos, artistas, sindicalistas, intelectuais, jornalistas, artistas que protagonizaram ou testemunharam a redemocratização brasileira. O resultado é um painel abrangente da História do País nas últimas décadas, 50 anos após o Golpe Militar e 30 desde o movimento “Diretas Já”. 

De acordo com o autor, “Brado Retumbante” foi idealizado em 1986 e colocado em prática há quatro anos, dedicando-se às entrevistas e à construção da narrativa, com o apoio de uma equipe de pesquisa. “Perseguimos respostas a perguntas essenciais e nem sempre encaradas”, salienta Markun. “Fizemos algumas descobertas”. 

As quase 500 páginas de cada volume visitam momentos decisivos, como os bastidores da posse do vice-presidente José Sarney no Palácio do Planalto, em meio à agonia de Tancredo Neves (1985). “Eu não queria assumir e recebi telefonemas a madrugada inteira, com a cerimônia marcada para a manhã seguinte”, revela Sarney em um dos momentos mais interessantes da publicação.

Paralelo à produção dos dois volumes, Markun criou o portal www.bradoretumbante.org.br, que disponibiliza de forma interativa para qualquer internauta, vários dos materiais coletados durante a pesquisa, traçando uma verdadeira linha do tempo do período. É possível clicar nas imagens de comícios do Diretas Já, por exemplo, e contar a sua história. Algumas delas fazem parte do livro.

PAULO MARKUN - O paulistano Markun, 62 anos, é jornalista desde 1971. Foi repórter, editor, comentarista, chefe de reportagem, diretor de redação em emissoras de televisão, jornais e revistas, além de âncora do programa Roda Viva na TV Cultura, entrevistando mais de 500 personalidades durante uma década na função. Também presidiu o Sindicato da Indústria Audiovisual de Santa Catarina e a Fundação Padre Anchieta de São Paulo. Criou veículos como “Pasquim São Paulo”, “Imprensa”, “Radar”, “Deadline” e “Jornal do Norte”. Como escritor, tem 13 livros publicados, incluindo “Anita Garibaldi – Uma Heroína Brasileira”, “O Sapo e o Príncipe”, “Cabeza de Vaca” e “1961: O Brasil Entre a Ditadura e a Guerra Civil.


Nenhum comentário:

Postar um comentário