sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Retrospectiva 2013: depoimento sobre o Prêmio Açorianos de Literatura


                                                                                        Foto: Schari Kozak
Hermes Bernardi Jr., vencedor do Prêmio Açorianos de Literatura de 2013 na categoria Infantil, com o livro CONCHAS, Editora Edelbra. Contou à Coordenação do Livro como foi ganhar o prêmio e qual a importância e valorização do Açorianos de Literatura para os autores e a cidade de Porto Alegre: 


"Foi uma surpresa. Ambos indicados concorrentes são muito bons no que fazem, tanto com a palavra quanto na ilustração. De fato, não esperava o prêmio. Deve ter sido difícil para os jurados escolherem um apenas. Mas, quiseram os jurados que da minha desesperança eu saísse vencedor com o Conchas, um livro que teve muitas mãos, olhares e mentes femininas ao redor de sua feitura. de minha parte, inclusive, descobrindo paciência e delicadeza femininas com palavras e com rasgos de papel das ilustrações. Ao redor da feitura do Conchas há muitas histórias paralelas que me foram chegando antes, e no enquanto eu a escrevia e mesmo durante o processo criativo das ilustrações. Tenho a impressão de que o prêmio veio mais por isto. Na história de Valentina e seus amigos da beira da praia há muitas outras histórias nas entrelinhas, muitas co-autorias, inclusive a dos leitores, o que pode ter sido o mérito que nos levou a ganhar o prêmio. Então, ao tê-lo ganho, pensei: quando a gente nada espera e algo diferente acontece, aí, sim, a vida no ofício nos abraça e nos dá a certeza de que escolhemos uma justa estrada a percorrer. 

Um prêmio não muda a vida de um escritor para melhor. Ela continuará sendo a mesma. Com o agravante de que continuaremos lidando com as mesmas dificuldades: nos firmarmos como artistas da linguagem. E, se ela é viva, nos alimenta dessa vida um tanto. Particularmente, o Prêmio Açorianos de Literatura me torna mais exigente comigo e com meu trabalho, para o meu leitor. E mais cuidadoso. No coletivo, tenho certeza de que o Prêmio Açorianos de Literatura é um balizador do que há de melhor sendo feito pelos pagos. É a mais importante referência no campo de premiações do Estado. Portanto, foi de uma alegria enorme ter esta grata surpresa em 2013. Além disso o troféu, a obra de arte criada por Xico Stockinger é lindo. Quem não desejaria tê-lo em casa como reconhecimento por alguma de suas criações? Eu desejei."

Nenhum comentário:

Postar um comentário