sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Chute na Estante - Georges Perec


Um Homem que Dorme - Un Homme qui Dort, 1967. Trata-se de um romance de literatura francesa escrito por Georges Perec. Romancista, poeta, argumentista e ensaísta francês do século 20, Georges Perec foi um dos mais importantes romancistas franceses pós - segunda guerra mundial.

O livro narra a história de um jovem de 25 anos - de nome ignorado- estudante de ciências sociais, em total ausência de perturbação, morador de um pequeno cômodo de um sótão parisiense. Narra detalhes de sua rotina, de seu cômodo e de cenários parisienses. A narrativa inteira é em segunda pessoa (você), desta forma, o texto produz uma aproximação muito grande entre o leitor e personagem.

"A princípio, é apenas uma espécie de lassidão, de fadiga, como se você percebesse de repente que há muito tempo, há várias horas, é vítima de um mal-estar traiçoeiro, entorpecedor, pouco doloroso e no entanto insuportável, a impressão adocicada e sufocante de estar sem músculos e sem ossos, de ser um saco de gesso no meio de sacos de gesso"

"Você é um ocioso, um sonâmbulo, uma ostra. As definições variam segundo as horas, segundo os dias, mas o sentido continua mais ou menos claro: você sente que é pouco talhado para viver, para agir, para dar forma; você quer apenas durar, quer apenas a espera e o esquecimento."

(página 19).

Vale ressaltar que o livro é uma obra densa e instigante e por trazer uma grande aproximação entre leitor e personagem, provoca uma profunda reflexão sobre o que é a vida.

Um homem que dorme está disponível no acervo da Biblioteca Municipal Josué Guimarães (Av. Erico Verissimo, 307). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário