terça-feira, 9 de julho de 2013

Lexicário - Charles Kiefer e Nelson Rego

O Lexicário de hoje conta com a participação de Charles Kiefer e Nelson Rego.


Charles Kiefer publicou mais de 30 livros, entre eles “Caminhando na chuva”, “Valsa para Bruno Stein” e “Quem faz gemer a terra”. Ganhou três vezes o Prêmio Jabuti de Literatura. É professor universitário e também ministra oficinas de escrita criativa na Palavraria.


CLL - De qual palavra da língua portuguesa tu mais gostas?

Charles Kiefer - A palavra que mais gosto é busilis, que significa problema sem solução. A proposta de vocês é um problema sem solução. A rigor, gosto de todas as palavras. Em português, são umas 400 mil; em inglês, 8 milhões! Busilis nasceu de um erro de transcrição dos antigos monges-copistas

CLL - Qual palavra tu não gostas? Que te doa os ouvidos?

CK - A palavra silêncio, que para ser ouvida, precisa da voz...

CLL - E qual palavra tu achas que deveria ser resgatada? (no sentido de expressão antiga que deixou de ser usada publicamente)

CK - Hebdomadário.



Nelson é escritor e professor na UFRGS. Autor de "Daimon junto à porta" (vencedor do Açorianos de Literatura em 2011, na categoria conto), "Tão grande quase-nada" (biografias ficcionais) e de livros e artigos acadêmicos.


CLL - De qual palavra da língua portuguesa tu mais gostas?

Nelson Rego - Uma palavra que gosto de ouvir: talvez. Ela deixa no ar promessas a serem conquistadas.

CLL - Qual palavra tu não gostas? Que te doa os ouvidos?

NR - Bordão. Gosta muito de bordão quem tem pouca imaginação.

CLL - E qual palavra tu achas que deveria ser resgatada? (no sentido de
expressão antiga que deixou de ser usada publicamente)

NR - Uma palavra que nos lembra a origem do computador e que uma ideia pode anteceder em milênios à realidade: ábaco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário