sexta-feira, 14 de junho de 2013

Primeira Página - Leticia Wierzchowski


Leticia Wierzchowski participa, no próximo dia 24, do Primeira Página – a pré-estréia de um livro. Leticia falará sobre o livro que irá lançar em julho, intitulado Sal.

Sal será o vigésimo livro de Leticia, um romance sobre uma família de origem espanhola que vive há gerações em La Duiva, uma ilha ao sul da América do Sul, cuidando de um farol. O livro será publicado pela editora Intrínseca.
Leticia inaugurou na literatura aos 26 anos, com O anjo e o resto de nós, em 1998. Seu livro mais célebre é A casa das sete mulheres, adaptado à série homônima da Globo, exibida em mais de 30 países.
Na entrevista abaixo, Leticia conta um pouco sobre o novo livro.

CLL - Leticia, já invadindo os bastidores do teu novo livro, Sal: como é teu processo para escrever? Tu demoraste quanto tempo para terminar o livro?

Leticia Wierzchowski - Meu processo de escrever é meio caótico - sou regrada com horários, mas escrevo intuitivamente, então vou e venho no livro. Este livro eu escrevi ao longo de um ano, com momentos de total dedicação, e alguns hiatos. Mas foi uma história que fluiu bem  -ela tem ritmos que se alternam, e isso me ajudou muito na construir o corpo do romance.

CLL – Do ponto de vista literário, como foi trabalhar com um inusitado triangulo amoroso?

LW - Sobre o triângulo amoroso inusitado: um irmão e uma irmã apaixonados pelo mesmo homem, foi uma delícia de escrever. Orfeu, um dos personagens masculinos, carregou muitas simbologias importantes para mim - as referências mitológicas, o amor ao mar e à poesia. Gosto muito dele, e ele cresceu no romance de modo quase inesperado.
Mas tem que ler o livro... Não quero entregar nada antes da hora...


CLL - Depois de vinte livros, e uma carreira sólida: ainda dá um frio na barriga antes de publicar algo novo?

LW - Eu já publico há quinze anos! Mas o frio na barriga permanece.
Este romance é muito especial para mim, porque marca uma nova fase de vida: depois de 12 anos na Record, estou na Intrínseca, e super feliz. Quero que Sal inicie essa caminhada com o pé direito.


Nenhum comentário:

Postar um comentário