quarta-feira, 5 de junho de 2013

Alexandre Brito sobre a Coleção Petit Poa


Ainda recordando a Coleção Petit Poa, criada em 1991 pela Coordenação do Livro e Literatura e   publicada pela antiga Unidade Editorial Porto Alegre, Alexandre Brito contou um pouco mais sobre a criação do projeto: 
 

Alexandre Brito:

Tudo começou com o interesse da Coordenação do Livro e Literatura em ideias a serem gestadas na área do gênero Poesia. Na época o coordenador era o Fernado Schuler. Me parece que ele fez contato com o Celso Gutfreid e depois com o Ricardo Silvestrin. Eles sugeriram meu nome pra participar destas conversas por ter algumas experiências com edições alternativas e estava retornando a Porto Alegre, depois de um longo período morando fora do Estado (3 anos em SC, 3 anos em Belo Horizonte e 3 anos em Sampa). Foi quando apresentei a ideia das caixinhas. Em São Paulo, já havia visto publicações neste formato. Conhecia a Coleção Bagatela de 86. Também a Editora Arte Pau-Brasil produziu algumas como na Coleção ptyx, com traduções de Marcelo Tápia, Nelson Ascher, Amálio Pinheiro e outros.

 O pessoal gostou da proposta. Pequenas caixinhas, charmosas, com quatro livros, quatro poetas, quatro gerações distintas em cada uma. Recebi então o convite para organizar a Coleção e editorá-la. A ideia do nome da Coleção surgiu do poema do Ricardo Silvestrin "garoa / cai sobre a cidade / petit-Poa".

Então a Coordenação do Livro estimou suas possibilidades editoriais e chegou ao número de 8 caixinhas a serem lançadas de duas em duas a cada semestre. A partir daí foi montado um conselho editorial para selecionar 32 nomes que integrariam estas 8 caixinhas. Conselho editorial em ordem alfabética: Alexandre Brito, Armindo Trevisan, Celso Gutfreind, Donaldo Schuler, José Eduardo Degrazia, Lea masina, Ricardo Portugal, Ricardo Silvestrin.

Foram lançadas 6 caixinhas das 8 programadas. Na sucessão para o coordenador Fisher, este entendeu melhor mudar para livretos individuais e noutro formato.

As primeiras duas caixinhas tinham as cores opostas e complementares vermelha e verde.

Caixinha Vermelha
Mario Quintana, Mario Pirata, Laci Osório e Paulo Becker

Caixinha Verde:
Paulo Hecker Filho, Celso Gutfreind, Dilan Camargo, João Ângelo Salvadori

As duas caixinhas posteriores tinham as cores opostas e complementares azul e laranja.

Caixinha Azul:
Martha Medeiros, Ricardo Silvestrin, Silvio Duncan, José Eduardo Degrazia

Caixinha Laranja:
Armindo Trevisan, Ricardo Portugal, Fernando Castro, Maria Carpi

A duas últimas caixinhas tinham as cores opostas e complementares amarela e lilás.
Caixinha Amarela:
Carlos Nejar, José Antônio Silva, Maria Dinorah, Haroldo Ferreira

Caixinha Lilás:
Liana T imm, Ronald Augusto, Isaac Starosta, Alexandre Brito

Nenhum comentário:

Postar um comentário