terça-feira, 28 de maio de 2013

Lexicário - Santiago & Iotti


Iotti
é cartunista e chargista da Zero Hora e do Pioneiro, de Caxias do Sul. É o inventor do personagem Radicci, que por vezes se confunde com o próprio criador. Neste ano completaram-se 30 anos da criação do colono boêmio mais popular dos cartuns.
Iotti respondeu nossa enquete sobre as palavras mais bonitas, feias e esquecidas do nosso português.


A que ele mais gosta, “educação”, e ainda complementa: “é o que mais precisamos”. Sobre uma palavra que chega doer os ouvidos: “tumor”. E, a palavra que não se utiliza mais: “sortimento”.

Iotti e Santiago, na Feira do Livro de Porto Alegre, em 2012


Outro célebre cartunista gaúcho, o Santiago, criador do Macanudo Taurino, também respondeu às perguntas do nosso Lexicário:

CLL – Qual palavra tu mais gostas no português, e por quê?

Santiago - Uma das que gosto é a palavra varanda, só de ouvir me deixa descansado e sinto uma brisa fresca. Outra palavra cuja sonoridade sugere coisa redonda e inflada, é bunda.

CLL – Qual tu acha a mais feia, ou que doa aos ouvidos?

Santiago - Outrossim -- felizmente ninguém usa.

CLL - E, por fim, qual palavra tu acha que foi esquecida e que deveria ser resgatada?

Santiago - Lá na fronteira quando um cara dizia bobagens engraçadas, quando propositalmente dizia ou fazia coisas idiotas, se dizia que era um "lasquiado". Acho que nem na fronteira se usa mais. Sempre achei uma palavra engraçada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário