segunda-feira, 22 de abril de 2013

Chute na estante - O livros das cousas que acontecem

Primeiras impressões: bela capa vermelha com uma ilustração mista de baleia com felino e ornitorrinco. O título O livro das cousas que acontecem já anuncia que o inusitado vai ser encontrado nas próximas páginas. Os 14 contos de Daniel Pellizzari brincam com o medo e o inesperado. Desde um homem que experimenta sêmen até um tumulto causado por um cartaz de Revelação em Uma Hora. As ilustrações são de autoria de Luiz Pellizzari.

Segue trecho do conto Adágio para umbigos, página 59:

"NOITE. Um bar vazio, com exceção de uma mesa com quatro escritores mortos e várias garrafas, também vazias.

SAMUEL BECKETT: Tá. mas alguém discorda que realismo é coisa de veado?

DANIEL KHARMS: Ô. Perder a fábula é perder a alma. 

JULIO CORTÁZAR: Ele não tá falando exatamente de alma, Dandan.

FRANZ KAFKA: Sabem de uma coisa? A gente nunca mais vai sair desse bar. (...)"

O autor, nascido em Manaus em 1974, mas mora em Porto Alegre desde os dez anos; começou a publicar seus textos na década 90. Vencedor do Prêmio Açorianos de Literatura em 2003, fundou em 2001 a editora Livros do Mal, pela qual publicou este livro, em parceria com Daniel Galera e Guilherme Pilla


O livro das cousas que acontecem está disponível na Biblioteca Pública Municipal Josué Guimarães. A biblioteca está aberta de segunda a sexta das 9 às 17 horas e aos sábados das 14 às 18 horas. Avenida Erico Verissimo, 307.




Nenhum comentário:

Postar um comentário