quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

As Cobras do Luis Fernando

Em 1997, Luis Fernando Verissimo - cronista, tradutor, músico e cartunista - chegou a conclusão de que, não ficava bem um sexagenário desenhar cobrinhas, e assim, parou de produzir As Cobras.

"Por que cobras? Porque cobras é fácil de desenhar. Cobra é só pescoço e não tem mão."

As personagens foram criadas nos anos 70, no jornal Folha da Manhã, para que substituísse as colunas de sábado do autor. 

Hoje para quem quiser conhecer ou relembrar estes répteis falantes, além da internet, elas estão em livros como As Cobras e outros Bichos, L&PM, 1977 e As Cobras - Antologia Definitiva, Objetiva, 2010. Personagens como as lesmas Flecha e Shirley, Dudu o Alarmista e séries como "frente ao infinito" abordando temas como futebol, política, sexo e filosofia existencialista.




"Qualquer cronista diário daria a sua mão direita para poder desenhar em vez de escrever, de vez em quando, se fosse canhoto."


Inclusive, quando Verissimo estava doente, foi feita uma tirinha especial para o escritor.





Nenhum comentário:

Postar um comentário