quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Viajando na literatura de viagem


Nessa bela e ventosa terça-feira do dia 30 de outubro, a CLL foi à Feira do Livro louca para descobrir como se planeja uma viagem de mochila. Pena que a mesa-redonda com esse tema, que ocorreria às 16h30 na Sala Oeste do Santander Cultural, havia sido cancelada: o palestrante Fred Mourão (autor dos livros Saí pra dar uma volta... e Como planejar sua viagem de mochila) não pode comparecer devido a imprevistos. 

A nossa intenção era trazer para o leitor dicas e respostas às dúvidas que podem surgir na mente de quem quer se aventurar pelo mundo com apenas uma mochila nas costas (tudo com uma pitadinha de literatura para deixar a coisa mais interessante). Mas, como não conseguimos conversar com Fred Mourão, resolvemos criar, nós mesmos, dicas de viagem com um roteiro de “lugares” para serem “visitados”. Porém, a viagem a qual falamos aqui é diferente: não é necessário mochila, muito menos sair do lugar. 

Está preparado para a aventura? Então, atenção, passageiros: apertem os cintos!




Que tal começar dando a volta ao mundo em 80 dias? Julio Verne pode te ajudar a fazer essa viagem: 

A Volta ao Mundo em 80 Dias, 
Júlio Verne 





Depois você pode conhecer um pouco mais de lugares específicos, como:





A Rússia:

Diário de Uma Viagem à Rússia em 1867,
de Lewis Carroll 



A China:

Cadernos da Viagem à China,
de Roland Barthes





Veneza:

Veneza,
de Jan Morris


A Europa:

A Minha Viagem Pela Europa,
de Charlie Chaplin




Israel:

Israel em abril, 
de Érico Veríssimo





A Terra Média:

O Senhor dos Anéis, 
de J.R.R. Tolkien 



 
 
Ou, se estiver em dúvida, pode escolher a viagem pelo meio de transporte: 




Diário da Bicicleta,
de David Byrne 



De moto pela América do Sul
de Ernesto Che Guevara 






E o que você acha de partir, acompanhado do "pai da literatura americana", num navio em direção à Europa, passar pelos Açores, e conhecer lugares como Marrocos, França, Itália, Grécia, Rússia?




A Viagem dos Inocentes,
de Mark Twain 





 
 
Ou você pode querer enfrentar viagens mais “conturbadas”, com crítica, subversão, aventura e/ou adrenalina:




On the Road,  
de Jack Kerouac 


O Guia do Mochileiro das Galáxias,
de Douglas Adams 








Medo e Delírio em Las Vegas
de Hunter S. Thompson 






Ou, então, viagens mais introspectivas e/ou reflexivas: 





A insustentável leveza do ser,
de Milan Kundera 




Budapeste,
de Chico Buarque 








O pequeno Príncipe,
de Antoine de Saint-Exupéry 






Viu, tem para todos os gostos! 
Você também tem dicas? Então compartilha conosco! 

E desejamos a todos uma boa viagem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário