sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Quando Hobbit vira Хоббит


Com que espécie de linhas você cria o rascunho mental das imagens descritas num livro? 
  
E aí? A arte da capa interfere no texto, uma vez que aquela camada protetora para as palavras compiladas no livro descreve o protagonista da história segundo a imaginação de um artista?

A edição da Martins Fontes do clássico de Tolkien, O hobbit, com a qual, imaginamos, a maior parte dos leitores brasileiros do velho ficcionista inglês está acostumada, traz imagens belas, sem dúvida - mas,  combinando com o que Tolkien significa para a fantasia medieval nos dias atuais, tradicionais demais. O choque que levantou toda essa reflexão: uma edição soviética, datada de 1972, de O hobbit, cujas ilustrações foram resgatadas recentemente no flavorwire. Dá mais uma olhada e vê se dá para reconhecer os personagens ao estilo da CCCP: 





Opiniões podem variar, mas os traços quase caricaturais e a composição visual peculiar dessa antiga edição em russo do livro, por alguma razão, despertam uma redobrada curiosidade em reler as aventuras de Bilbo. Imaginar a narrativa inteira com essas imagens em mente seria uma aventura bastante diferente - e, bem, uma maneira de visualizar a história a partir de uma estética diversa da adotada por Peter Jackson no filme que sairá, se Eru quiser, no final deste ano...

O Hobbit está disponível na Biblioteca Pública Municipal Josué Guimarães.

Um comentário:

  1. Boa tarde! Muito bom o Coordenação! Nós, do Blog do Dr André Mansur, também gostaríamos de compartilhar um de nossos textos. Qualquer interesse em alguma colaboração, um dos nossos contatos é o: daysi.andremansur@gmail.com.

    Hoje seria o aniversário de 116 anos de uma ilustre figura da "Geração Perdida"dos Estados Unidos. Impossível não tecer alguma consideração a respeito!

    BELOS E MALDITOS

    http://andremansur.com/blog/belos-e-malditos/

    Grande abraço,
    da Redação.

    ResponderExcluir