quinta-feira, 28 de junho de 2012

Lexicário - Fernando Ramos

Nos bastidores da última FestiPoa Literária...

- Quem tá organizando essa bagaça aí?
- Aquele cara ali.
- Onde?
- Aquele cara de calça verde sentado na segunda fileira.
- Aquele?
- Aquele.


Não ouse pensar que a excentricidade de Fernando Ramos é pensada. Justamente por não ser pensada é que há excentricidade no idealizador e organizador da FestiPoa Literária e editor (há 11 anos) do jornal Vaia. Pensando primeiramente numa divulgação do jornal impresso, o cara acabou por criar um dos maiores eventos literários da capital gaúcha. Destaque para o nome do referido evento: Festa da literatura em Porto Alegre. Ressaltemos: festa. A cara do Fernando.

Mas, bem, sigamos com a proposta da seção Lexicário. Fizemos, portanto, duas perguntas sobre as palavras de maior gosto do articulador cultural:

De qual palavra da língua portuguesa tu mais gosta? 
Gosto da palavra alumbramento. É palavra aberta/fechada, clara/escura ao mesmo tempo e tem um movimento sonoro tri. 

E qual palavra tu acha que deveria ser resgatada? 
Acho que a palavra baderna está meio esquecida. Curto o som e o sentido dela. E podemos lhe atribuir outro sentido também. Seria legal retomar seu uso. Sugiro que, toda vez que vá se usar bacana, troque-se por bardena. Tipo: essas perguntas da tua nanoentrevista são badernas.

Obs.: pra quem ficou curioso e quer conhecer as famosas calças verdes do editor, a CLL fez questão de registrar aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário