quinta-feira, 31 de maio de 2012

O ciumento de Machado em novos traços


Capitu já foi nome de muita coisa. Gente, bicho, urso de pelúcia e - vejam só! - até personagem de novela televisiva. Mas todos sabemos que não foi pelo nome da vó de alguém ou da cachorrinha dessa mesma vó que esse nome foi parar na voz do povo. Lembremos de nosso velho amigo da literatura e seu personagem (mais que desconfiado): o senhor Joaquim Maria Machado de Assis e sua criação - Bentinho.

Dom Casmurro (Ática, 2012)
Esse último, ciumento patológico, já é marca registrada da desconfiança amorosa na literatura brasileira. E é ele e sua situação indefinida (de ser ou não ser traído pela sua - antes citada - amada Capitu) que Ivan Jaf e Rodrigo Rosa resolveram retratar no mais novo HQ Dom Casmurro, da coleção Clássicos Brasileiros em HQ da editora Ática.

Como no clássico de Machado, Ivan e Rodrigo fizeram questão de manter as dúvidas e anseios na ilustração das páginas na história do seu Bentinho em quadrinhos. O importante, para os autores, é deixar com que o leitor decida-se (ou não) quanto ao fato de haver traição (ou não) por parte de Capitu.





                                

Mas se liga aí, leitor: essa é a adaptação do clássico. Em nenhum momento, ela pretende substituir o valor da história escrita pelas mãos de Machado de Assis. Por isso, não perca seu tempo: vá agora na Biblioteca Pública Municipal Josué Guimarães e retire para leitura o romance original. A partir daí, com certeza, o HQ ficará ainda mais interessante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário