sexta-feira, 25 de maio de 2012

Clássicos da Literatura Nerd

D. Adams, autor de Mochileiro das Galáxias

Sim, hoje é o Dia da Toalha, em homenagem ao indispensável item para todo o mochileiro das galáxias que se preze, segundo as palavras do mestre Douglas Adams (até mais, e obrigado por todos os livros!). Não obstante, o 25 de maio também homenageia toda uma subcultura: é o Dia do Orgulho Nerd. Sendo que todo nerd interessado em narrativas expostas fora das telas dos video-games já leu O guia do mochileiro das galáxias, vamos expor aqui algumas outras recomendações de obras literárias nérdicas (que fujam dos livros mais conhecidos, como Senhor dos anéis As crônicas de gelo e fogo, por exemplo):

Micro servos, de Douglas Coupland

A história, situada nos anos 90, fala sobre programadores que trabalham para a Microsoft. Descrevendo um regime de trabalho escravo (trabalham 16 horas por dia), o livro estabelece uma paródia da sociedade medieval - onde o senhor feudal, no caso, é Bill Gates. Para quem é ligado em informática e queria ter estado no Vale do Sicílio durante o boom tecnológico, o livro é um prato cheio.




Neuromancer, de William Gibson

Simplesmente a maior obra de ficção científica dos anos 80, criadora do gênero futurista cyberpunk. A série de filmes Matrix, dos irmãos Wachowski, deve muito à obra de Gibson.






Qualquer livro da série Discworld, de Terry Pratchett

Terry Pratchett é um escritor inglês que escreve literatura de fantasia. Sua característica mais marcante, porém, é a sátira - como Douglas Adams fazia piada com ficção científica, Pratchett faz com os universos de fantasia de Tolkien (O senhor dos anéis), C. S. Lewis. (As crônicas de Nárnia), e com muitos elementos da literatura de horror de H. P. Lovecraft. Indispensável pro nerd que quer ler fantasia sem levar tudo tão a sério.



Série Sagas, da editora Argonautas

Dialogando com o universo da literatura fantástica mundial, a editora porto-alegrense Argonautas criou a série Sagas: são diversos contos de autores rio-grandenses que se passam em universos fantásticos. Em seu terceiro volume, a série Sagas já tratou de fantasia (ligada aos jogos de RPG), faroeste (com um alguns desvios bizarras) e horror. Publicação dos mesmos idealizadores da Odisseia de Literatura Fantástica, vale a pena conferir o que os gaúchos estão fazendo dentro da literatura nerd.

Nenhum comentário:

Postar um comentário