sexta-feira, 13 de abril de 2012

Amanda Costa: Literatura e Astrologia


Na quarta-feira passada, dia 11 de abril, teve início a oficina Literatura e Astrologia: cartografias da alma, com Amanda Costa


A primeira reunião teve um caráter mais expositivo: Amanda demonstrou como os conceitos e símbolos dos astros permeiam a vida - e, é claro, a literatura. Do Rei Lear, de Shakespeare, ao clássico Moby Dick, de Herman Melville, até chegar na poesia de Cecília Meireles ou nas composições do leonino Caetano Veloso (este último com uma de suas canções mais celebradas - O Leãozinho - utilizada no recente filme Pina do também leonino Wim Wenders, fazendo um diálogo entre a letra e os signos do compositor e do cineasta).

Com a apresentação da simbologia astrológica na literatura, os participantes irão agora partir para a produção de textos próprios baseados nestas relações. Que a fantasia de Netuno, pelas mensagens mercurianas, encontre a alma de quem está no atual processo de transição até a Era de Aquário (calma, a Amanda explica esse desfecho em sua oficina, pro leitor leigo).

Nenhum comentário:

Postar um comentário