terça-feira, 2 de agosto de 2011

Sala de leitura

Juarez Fonseca é jornalista e crítico musical, atuando na imprensa brasileira desde o final da década de 60. Nascido em 1946, no município gaúcho de Canguçu, e logo cedo já demonstrava interesse por música. Atualmente, sua discoteca (entre vinis, CDs, fitas cassetes e demos) conta com mais de 17 mil itens. Igualmente imensa é a coleção de livros sobre música que possui em sua casa, algo em torno de 500 títulos. 

Entrevistamos Juarez para saber quais são as novas aquisições dessa biblioteca e o que está preparando para seus leitores:

O que está escrevendo?
Estou com um projeto de organizar o material produzido durante meus anos de repórter na imprensa gaúcha. A ideia é fazer um apanhado geral, com entrevistas, reportagens, resenhas. Ainda está na fase inicial -- tenho que vasculhar os arquivos da Zero Hora, da Aplauso etc.

O que está lendo?
Um livro da Gilda Mattoso, última esposa do Vinícius de Moraes, chamado Assessora de Encrenca (Ediouro, 2006). E também Serge Gainsbourg: Um Punhado de Gitanes (Barracuda, 2009), biografia do polêmico cantor francês, feita pela escritora Sylvie Simmons.

O que recomenda?
Recebi semana passada Os Sorrisos do Choro -- Uma Jornada Musical Através de Caminhos Cruzados (Martins Fontes, 2011), de Julie Koidin. É uma pesquisa bastante extensa, mais de 500 páginas, com dezenas de entrevistas dos principais personagens do chorinho brasileiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário