segunda-feira, 25 de julho de 2011

Literatura em extinção

Acabou há pouco o primeiro encontro do curso com Luís Agusto Fischer, Simões Lopes Neto e a Gauchesca. Ele iniciou contextualizando a literatura em questão, que perde força na atualidade.


- Tenho muito gosto por esse assunto. O secretário da Cultura, Sérgius Gonzaga, constuma brincar que eu sou a única pessoa que ainda acredita na literatura gauchesca. Ela tem perdido espaço. A globalização nos empurra como uma força centrífuga, para o bem e para o mal.

O professor destacou a peculiaridade e a riqueza deste gênero literário, encontrado especialmente no sul do país e na Argentina. Simões Lopes Neto será o tema dos próximos dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário