quinta-feira, 21 de julho de 2011

Leitura dos sonhos

O seminário Livros que Abalaram o Mundo - Módulo II chega ao fim. Para encerrar a lista das grandes obras que marcaram a história da humanidade, ninguém melhor do que Freud. A interpretação dos sonhos será apresentada pela psicóloga Lucia Serrano Pereira, que respondeu à questão do mediador Carlos André Moreira para introduzir a palestra deste sábado.

Carlos André - A Interpretação dos sonhos é uma das obras de Freud mais conhecidas do grande público. Um dos motivos seria o próprio pendor exotérico do leitor comum em dotar os sonhos de uma função mágica?

Lucia Pereira - Uma das grandes incursões de Freud na obra A interpretação dos sonhos é feita sobre as diversas formas de "ler" o sonho ao longo dos tempos. E, de fato, o sonho é envolto em uma espécie de magia desde a concepção dos antigos, como mensagens de seres sobrenaturais, deslocando-se mais adiante para a ideia de que eram revelações divinas ou demoníacas, ou ainda previsões do futuro. Mas o que Freud destaca como importante : a opinião leiga sempre reconheceu que os sonhos teriam algum sentido, ao contrário de teorias científicas que afirmavam o caráter puramente somático dos sonhos. Era valiosa a crença popular, a insistência ao longo dos tempos: sim, os sonhos possuem significados e existe como interpretá-los. A revolução freudiana foi a de que sonho, sua leitura, associações e interpretação estavam relacionados à intimidade do sonhador, a um campo inconsciente, e não a uma dimensão externa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário