sexta-feira, 6 de maio de 2011

"Vale a pena a gente amar"

Num mundo onde o amor não é mais notícia. Esse é o título de um dos textos de Gabito Nunes, 28 anos, que escreve sobre o amor em tempos que o excesso de informações e tarefas nos faz esquecer o que realmente importa. Formado em publicidade, o jovem escritor gaúcho segue um novo formato de texto e utiliza a internet como plataforma de divulgação e venda de seus livros.

CLL - Quando surgiu o Gabito escritor?
Gabito Nunes - Desde pequeno sempre gostei muito de português, adorava ler os livros que solicitavam na escola e também tinha o incentivo do meu pai. Era uma doutrina. Mais tarde, optei pela faculdade de jornalismo, mas não consegui expandir esse lado como queria. Passei, então, a escrever no blog Caras Como Eu, e hoje, três anos depois, tenho publicado A manhã seguinte sempre chega e O tudo que sobrou, livro digital.

CLL - Como você define seu estilo?

Gabito -
Até os 20 anos nunca consegui ler algo que me tocasse de verdade. Nessa idade, comecei a procurar o que tivesse mais a ver comigo. Li milhares de livros que abandonei sem terminar até encontrar Woody Allen, Nick Hornby, Caio Fernando Abreu, Ja
ck Kerouac. E o que você lê sempre influencia. A minha escrita é um jorro de palavras, não um texto perfeitamente construído. É como se fosse um bate papo, e isso me aproxima do leitor.

CLL - Por que optou por divulgar seus textos pela internet e só depois publicar o livro?

Gabito -
Nunca tive paciência para esperar a publicação de algum jornal ou editora. Já tinha uma proximidade com as mídias digitais pela minha formação como publicitário e decidi criar o Caras Como Eu. Sempre defendi o conteúdo livre e faço questão de trabalhar de modo independente. Quando a editora me procurou, interessada em publicar meus textos, paralelamente continuei responsável por todas as etapas, da capa à venda dos livros, assim como no segundo livro, digital, totalmente independente.


CLL - E nas próximas obras, pretende apostar no formato digital?
Gabito -
A internet é um ótimo veículo para os novos escritores, mas sou a favor da publicação de livros. Estou fazendo um planejamento como autor-escritor-livreiro, quero ser um dos primeiros a vender meus livros por conta própria e fazer do site o grande canal de vendas. Hoje vendo muito mais pelo portal do que pelas livrarias. Isso concentra os leitores, a divulgação é maior e faz com que os preços sejam mais acessíveis.



A manhã seguinte sempre chega
Gabito Nunes


Leitura, 240 ps., R$ 29,90
O tudo que sobrou
Gabito Nunes


Livro digital, 125 ps., R$ 9,90

Nenhum comentário:

Postar um comentário