terça-feira, 26 de abril de 2011

Vai que é tua!

Hoje é o dia para homenagear aqueles que são considerados os “anti-heróis” do futebol: Os goleiros!

Essa posição tão ingrata, porém essencial para um time, rendeu uma bela publicação de Paulo Guilherme, com ilustrações de Batistão.
Goleiros – Heróis e anti-heróis da camisa 1 (Alameda, 320 ps., R$48,00) resgata histórias dos números “1” e mostra como o futebol se modificou em função da evolução dos goleiros.

Uma rica pesquisa em arquivos de jornais, bibliotecas e gravações de áudio investigou a importância da figura do goleiro na história do futebol. A obra é recheada de histórias curiosas e emocionantes de goleiros consagrados, como o bicampeão mundial Gilmar dos Santos Neves, outros não tão consagrados assim, como Borrachinha, do Botafogo-RJ, que para honrar o nome do pai parou a máquina do Flamengo de Zico & Cia. Revela ainda as personalidades que na juventude foram goleiros, como Che Guevara, Julio Iglesias e o Papa João Paulo II.

Com depoimentos de feras da posição, como Taffarel, Ronaldo, Waldir Peres, Oberdan Cattani e o uruguaio Roque Máspoli, campeão na Copa de 1950. Paulo Guilherme pesquisou a vida de cada um dos 92 goleiros que defenderam a Seleção Brasileira de 1914 até hoje, incluiu na obra todas as estatísticas deles com a camisa do Brasil, e descobriu histórias incríveis destes e de outros astros da meta.


Nenhum comentário:

Postar um comentário