segunda-feira, 28 de março de 2011

Eu mesma compraria as flores...


Em 28 de março de 1941 banhou-se pela última vez no rio Ouse a britânica Virginia Woolf, mestre da literatura intimista e do fluxo de consciência. Autora de clássicos da literatura ocidental como Orlando e Mrs. Dalloway, Virgínia explorou através de seus personagens a viagem ao interior de si mesmo. A autora conviveu em vida com os círculos intelectuais de Londres e publicou a maior parte de seus livros pela editora Hogarth Press, de propriedade dela e de seu marido Leonard Woolf.

Em Orlando, uma biografia, Virgínia retoma os três séculos de vida do personagem título. Orlando nasceu no século 16, filho de uma família abastada. Ao lado de Sacha, uma linda jovem russa, conhece pela primeira vez o amor. Aos trinta anos, após passar por todas as experiências que a vida oferece, o jovem entra em colapso e, após uma semana em sono profundo, acorda transformado em mulher. A partir de então, o protagonista atravessa diversos períodos históricos ao longo dos 350 anos de vida, transformando-se sucessivas vezes.

Nos textos de Virginia, tempo e espaço confundem-se com os movimentos espirituais dos personagens. Suas obras mais notáveis ganharam adaptações para o teatro e o cinema.

Vale conferir:


Nenhum comentário:

Postar um comentário