segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Vozes de África

Vem do continente negro um dos maiores nomes da literatura em língua portuguesa da atualidade. Mia Couto, escritor moçambicano de 55 anos é uma das principais vozes da África pós-colonialismo. O autor assume-se discípulo do mineiro Guimarães Rosa; podemos perceber este apadrinhamento na maneira de criação de novos léxicos e na inclinação metafísica dos temas de Mia Couto.

Autor de contos e poesia, o escritor vem recebendo destaque internacional sobretudo por seus romances. Estreou neste gênero em 1992 com o notável Terra sonâmbula. O romance dividido em dois planos narrativos, apresenta duas sagas que se cruzam através de um diário durante o período da guerra civil de Moçambique. O livro recebeu adaptação para o cinema em 2008 com direção da portuguesa Teresa Prata.


Assista o trailer: http://www.youtube.com/watch?v=zro5Hwpw0yQ


Em 2006 Mia Couto publicou O Outro Pé da Sereia, livro que recebeu em 2007 o Prêmio Passo Fundo Zaffari e Bourbon de Literatura através da Jornada Nacional de Literatura. Neste romance, o pastor Madzero Zero e sua mulher Mwadia encontram num rio uma imagem de santa faltando um de seus pés. A partir daí, dois momentos históricos distantes se ligam, o momento colonialista do século 16 e a contemporaneidade, dando margem para a discussão sobre o sincretismo.


Mia Couto possui o mérito de capturar a essência das raízes ancestrais africanas e revelar com profundidade a integração da cultura negra com a cultura portuguesa colonizadora.

E você? Conhece outros autores africanos de língua portuguesa?

Envie seu comentário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário