sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Das páginas para as Telas - 2

Então vamos para a segunda parte da nossa lista de grandes obras que foram parar nas telinhas e nas telonas do Brasil e do mundo!




Forrest Gump
Sim, Forrest Gump é, primeiramente, um livro. Publicada em 1986 por Winston Groom, a história deum contador de histórias interiorano, de Q.I. muito abaixo da média, mas que participou de momentos importantes da história americana, não teve sucesso de vendas nem de crítica, até ser adaptado em um filme em 1994. Estrelado por Tom Hanks, o filme ganhou 6 Oscar incluindo os prêmios de Melhor Filme, Melhor Ator e Melhor Roteiro Adaptado, e levou o livro à lista de best-seller, com mais de 1,7 milhões exemplares vendidos no mundo inteiro.


Gabriela, cravo e canela
Publicado em 1958, Jorge Amado apresentou aquela que é considerada por muitos, a personagem feminina mais sedutora já escrita por ele: Gabriela. A mulata, que vivia um romance com Nacib, encantava inúmeros homens de sua, colocando em xeque a férrea lei local que exigia que a desonra do adultério feminino fosse lavada com sangue. Em 1960, a história foi transformada em telenovela pela TV Tupi, com Janete Vollu no papel principal. Mas em 1975, na Rede Globo que Gabriela ganhou seu rosto e formas mais conhecidos, sendo interpretada por Sônia Braga. Oito anos mais tarde e trama foi adaptada para o cinema e hoje a história é apresentada no teatro tendo a atriz Carol Castro como personagem principal.


A Hora da Estrela
último livro publicado em vida por Clarice Lispector, A Hora da Estrela conta a história de Macabéa, que tem sua rotina narrada por um escritor fictício chamado Rodrigo S.M. Talvez o romance mais conhecido da autora, o livro fala sobre a vida de uma retirante na cidade grande e reflete sobre o papel do escritor na sociedade moderna. Em 1985, o livro foi adaptado para o cinema ganhando premios no Brasil e no exterior.


Incidente em Antares
Escrito em 1971, Incidente em Antares foi o último romance escrito por Erico Verissimo. Publicado em plena ditadura militar, o livro conta a histórias de sete personagens que, mortos no dia 13 de dezembro de 1968 (dia que foi decretado o AI-5), não foram enterrados devido a uma greve dos coveiros, e vagavam pela cidade observando a vida dos seus parentes e dos moradores de Antares. Em 1994, a Rede Globlo adaptou o texto de Verissimo e o aprensentou em forma de minisserie. Com a direção de Paulo José e interpretação de Fernanda Montenegro, Paulo Betti, Regina Duarte, entre outros, a minissérie foi dividida em 12 capítulos e fez grande sucesso na época.


O Jardim Secreto
A primeira publicação de O Jardim Secreto foi em 1909. A obra mais importante de Frances Hodgson Burnett, conta a história de três crianças que vivem sob os cuidados de uma severa governanta descobrem um jardim abandonado e, devido ao carinho desses três amigos, o velho jardim transforma-se em um lugar mágico e cheio de surpresas. Em 1949, o livro foi adaptado para o cinema com o nome O Jardim Encantado, em 1987, houve uma refilmagem que utilizou o nome original do livro, mas a versão mais conhecida é do americano Agnieszka Holland, realizada em 1993.


Deixe sua sugestão por aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário