segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Noite do Livro

Há poucos minutos ocorreu a entrega do 17º Prêmio Açorianos de Literatura e do 1º Prêmio Açorianos de Criação Literária. 192 livros e 63 coletâneas inéditas foram analisadas por um corpo de jurados composto por 30 personalidades do meio cultural. A premiação, que teve a direção de Rene Goya Filho, foi apresentada por Nico Nicolaiewsky e Hique Gomez, do Tangos e Tragédias. Os premiados em cada categoria foram:

LIVRO DO ANO:
FIM DAS COISAS VELHAS, de Marco de Menezes, Editora Modelo de Nuvem.

CRIAÇÃO LITERÁRIA:
Marcel Citro - TRAVESSIA - QUINZE CONTOS PEREGRINOS

ENSAIOS:
INTELIGÊNCIA COM DOR - NELSON RODRIGUES ENSAÍSTA, de Luís Augusto Fischer, Arquipélago Editorial.

ESPECIAL:
TENTATIVA DE INDEPENDÊNCIA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, de Luigi Nascimbene, Mário Rozano (organizador), tradução de Elvo Clemente, Editora CiaE.

NARRATIVA LONGA:
ANJO DAS ONDAS, de João Gilberto Noll, Editora Scipione.

POESIA:
FIM DAS COISAS VELHAS, de Marco de Menezes, Editora Modelo de Nuvem.

CRÔNICA:
MULHER PERDIGUEIRA, de Fabrício Carpinejar, Editora Bertrand Brasil.

CONTO:
OS LIMITES DO IMPOSSÍVEL - CONTOS GARDELIANOS, de Aldyr Garcia Schlee, Editora ARdoTEmpo.

INFANTO - JUVENIL:
TRÊS PAIS, organização de Paulo Bentancur, Atual Editora.

INFANTIL:
PEDRO MALAZARTE E A ARARA GIGANTE, de Jorge Furtado, Artes e Ofícios Editora.

PROJETO GRÁFICO:
O NERVO DA NOITE, de João Gilberto Noll, designer Marisa Iniesta Martin, Editora Scipione.

CAPA:
SILÊNCIO EM SIENA, de Flávio Wild, Capista Flávio Wild, Editora 7Letras.

DESTAQUES DO ANO:
EDITORA LIBRETOS (Clô Barcellos e Rafael Guimaraens).
GAUCHÃO DE LITERATURA (Lú Thomé e Rodrigo Rosp).

Nenhum comentário:

Postar um comentário