terça-feira, 14 de dezembro de 2010

A Noite da Literatura

Foi ontem a “Noite do Livro”, cerimônia de entrega do 17º Prêmio Açorianos de Literatura e do 1º Prêmio açorianos de Criação Literária. Comandada por Nico Nicolaiewsky e Hique Gomez, do Tangos e Tragédias, e com direção de René Goya Filho, a noite foi embala por canções e gargalhadas, que deixaram a premiação com um clima descontraído e diferenciado.



Foram muitos os nomes consagrados da literatura Rio-grandense que subiram ao palco do Teatro Renascença, como Fabrício Carpinejar, Jorge Furtado, Aldyr Garcia Schlee e Luís Augusto Fischer. Mas essa edição foi maracada por autores não conhecidos do grande público. Natural de Uruguaiana mas radicado em Caxias do Sul, Marco de Menezes foi o grande vencedor da Noite. Ainda espantado com tudo, confessou que até esperava ganhar na categoria Poesia, afinal tinha 33% de chance, mas nunca imaginou que pudesse ganhar a distinção de "Melhor Livro do Ano", ainda mais por conhecer seus concorrentes.
Nessa noite, também apresentamos o escritor Marcel Citro, vencedor da 1ª edição do Prêmio Açorianos de Criação Literária. Aluno de ofinas literárias, Marcel falou que escreve há muitos anos e que o prêmio era dedicado a todos os escritores que, como ele, escrevem por amor!


Fica a certeza que a literatura Rio-grandense foi muito bem representada nessa noite e que, a maioria dos expectadores sairam do Teatro Renascença cantarolando algumas das músicas tocadas pelo Maestro Pletskaya e Kraunus Sang.

Equipe do Prêmio Açorianos de Literatura 2010


Nenhum comentário:

Postar um comentário