sexta-feira, 12 de novembro de 2010

SELECIONADOS Histórias de Trabalho 2010

Foram mais de 160 histórias de trabalho. Umas reais, outras fictícias, aquelas contadas através da poesia e outras por imagens. Em sua 17ª edição, os jurados do Concurso Histórias de Trabalho selecionaram 57 trabalhos de 43 participantes de todo o país, para fazer parte da coletânea que será lançada em 2011. Parabéns aos selecionados!



Categoria HISTÓRIAS VERDADEIRAS

O COBIÇADO TERNINHO DE BRIM - Gabriel Araújo dos Santos
TRABALHO? - André Telucazu Kondo
UTOPIA - Geni Vieira de Oliveira
NÃO EXISTEM MUITAS MÚSICAS SOBRE TRABALHO - Amanda Fantuzze Rodrigues de Almeida
A DESPEDIDA - Maria Helena Ramalho
NINGUÉM ATENDE NESSA DROGA! - Emerson da Silva Del Sent
EMPREGO - João Carlos Pacheco dos Santos
FAXINEIRA DE EDIFÍCIO - Gerci Oliveira Godoy
ZILEIDE - João Carlos Pacheco dos Santos
POR QUE NÃO ME TORNEI UM PADEIRO - Gabriel Araújo dos Santos
COISAS DA VIDA - Maria Alice Santos Furtado de Menezes
CARREIRAMENTO - Luiz Nicanor Araújo da Silva
O BRANCO E VIRGEM MURO DE DONA LOTA - Gabriel Araújo dos Santos



Categoria HISTÓRIAS INVENTADAS

ANJO NEGRO - Carlos Alberto Santos Pereira
CAINDO NA REAL - Venâncio Sá Soares Junior
CONCURSO HISTÓRIAS DE TRABALHO - Elisabete Carvalho Peiruque
DETERMINISMO - Fabíola Santos Rangel
ESPECIALISTA - Daniel Rosa dos Santos
FATÍDICO CAFÉ - Bethânia Pires Amaro
FOGO E LIBERDADE - Álvaro Luiz Lutterback Dutra Dias
OS TRÊS MACACOS - Marcia Brack da Costa
PERDIDOS & ACHADOS - Luara Pinto Minuzzi
QUATRO IDEOGRAMAS - Luisa Dalla Valle Geisler
QUEM SOU? - Gerci Oliveira Godoy
RECICLADO - Esmeralda Kiefer
TRIPLA JORNADA - Alcir Nicolau Pereira



Categoria POESIA

BATUCAM RAÍZES, SEMENTES DO SAMBA - Fernando Ernesto Baggio Di Sopra
CHICO GRAÇA - Maria Alice Santos Furtado de Menezes
DEZOITO HORAS - Sérgio Bernardo
EPITÁFIO DO CARTEIRO - Dênia Bazanella
FIOS - Irede Inês Masiero Farenzena
NADA ALÉM DO QUE FAZEM AS MÃOS - Sérgio Bernardo
O MEU SALÁRIO - Cleberton Oliveira Garmatz
O SAPATEIRO - Mariza Paglioza Alvares
OPERÁRIO DA CONSTRUÇÃO - César Pereira
ORAÇÃO DA PESCA - Ana Claudia Henriques de Araujo
PESCADOR - Reginaldo Costa de Albuquerque
TRABALHO - Angélica Lopes
TRABALHO - Domingas Cesário Alvim



Categoria ENSAIO ACADÊMICO

TRABALHO TERAPÊUTICO NO HOSPÍCIO SÃO PEDRO. TERAPÊUTICO? (FINAL DO SÉCULO XIX E INÍCIO DO SÉCULO XX) - Zelinda Rosa Scotti




Categoria HISTÓRIAS EM QUADRINHOS/CARTUM

ZÉ DA FOLHA - Vicente Penteado Meirelles de Azevedo Marques
TRABALHO SUJO - Alexandre Dresch Bandeira
DUPLA FACE DO TRABALHO - Amaro de Duarte Abreu
NENI E TIO TADEU EM TRABALHO É BOM. COM SEGURANÇA MELHOR AINDA. - Elmar José Silveira da Rosa



Categoria FOTOGRAFIA

ARTISTA DA AGULHA E TESOURA - Jorge André Diehl
ARTISTA TRANSFORMISTA - Valquiria Petry Pereira da Silva
BOM DIA DIARISTA - Alexandre Dresch Bandeira
CONSTRUÇÃO DO DIA - Paulo Fernando dos Santos Machado
FIM DE FESTA - Jorge André Diehl
FOTO 02 - Ario Pereira Gonçalves
FOTO 05 - Ario Pereira Gonçalves
GUARDA-LUME - Paulo Fernando dos Santos Machado
LEVANTA POEIRA - Jorge André Diehl
ORGULHO DE TRABALHADOR - Jorge André Diehl
REFORMANDO A ARTE - Jorge André Diehl
SOLDADOR - Jorge André Diehl
TRABALHO REFLETIDO - Paulo Fernando dos Santos Machado


Informações: (51) 3289 8072

cll@smc.prefpoa.com.br


2 comentários:

  1. 13 fotos selecionadas de apenas 5 pessoas, sendo que seis, quase metade são de um único fotógrafo!?
    Vocês estão de gozação.
    Histórias verdadeiras, um mesmo candidato com 3 histórias? E dois outros candidatos com mais duas cada um?
    Desculpem, mas parece que esse ano foi tudo nas coxas / cochas.
    Onde está a seriedade com que era tratado esse evento? Onde está a idoneidade e imparcialidade da organização?

    ResponderExcluir
  2. Marcelo,
    gostaríamos de esclarecer que, ao receber os trabalhos para a avaliação, os jurados não tem acesso ao nome de nenhum candidato. Os autores são identificados apenas por números. Desse modo, não há como os jurados saberem quem são os autores e seus trabalhos.
    Vale ressaltar que os jurados são personalidades do meio cultural da cidade de Porto Alegre, aprovados pelo Scretário da Cultura e Departamento Jurídico da SMC e que suas decisões são soberanas. A Coordenação do Livro e Literatura, responsável pela organização desse concurso, não julga nenhum trabalho.
    Concordamos com a opinião de que esse concurso deveria premiar um maior número de pessoas, porém, como dissemos anteriormente, os jurados não podem identificar os autores. O único critério para a escolha dos selecionados foi a qualidade dos trabalhos apresentados.
    Tenha certeza que procuramos desenvolver nossas atividades da forma mais correta e transparente possível e estamos sempre abertos a sugestões de todos.
    Equipe da Coordenação do livro e Literatura.

    ResponderExcluir